Sobre "A Comunhão com Deus"

terça-feira, fevereiro 28, 2017

O que é ter comunhão com Deus?

Todos nós que cremos na existência de Deus, queremos ter comunhão com Ele. E julgamos ter. Mas o que significa ter comunhão com Deus?

A Escritura nos conta de muitos homens e mulheres que tinham “comunhão com Deus”, talvez olhar para algumas dessas histórias seja o melhor ponto de partida para respondermos essa pergunta.

Noé é uma dessas pessoas, a Escritura diz que:

Noé era homem justo, íntegro entre o povo da sua época; ele andava com Deus. (Gn 6:9) [1]


INTEGRIDADE
Noé era um homem comum - esposo, pai, sogro... – que mesmo vivendo em meio a uma geração totalmente corrompida, manteve-se íntegro. Surge a primeira pista para nós, o verso que lemos é claro em atribuir a “integridade” de Noé à sua comunhão com Deus.

“... era um homem justo, íntegro..., ele andava com Deus.”

Logo, Noé era justo e íntegro em meio àquela geração má porque ele tinha comunhão com Deus.

   👉 Íntegra é uma pessoa completa, irrepreensível na sua conduta, honesta incorruptível. [2]

Noé tinha convicção da existência de Deus e de quem era Deus: onipotente, onisciente, onipresente... E isso a todo instante: “ele andava com Deus”. Essa segurança repercutia em toda a sua maneira de viver.

Ter comunhão com Deus é levar em consideração “o tempo todo” a Sua existência, é reconhecer os seus atributos divinos. Andar com Deus é a percepção:

Deus está aqui agora;
Ele está me vendo;
Ele sabe exatamente o que eu estou pensando; e,
Ele tem poder para fazer qualquer coisa.


CONHECER A SUA VONTADE
Continuando a leitura de Gênesis capítulo 6, tomamos conhecimento do que Deus disse a Noé em certa ocasião:

"Decidi acabar com todos os seres vivos, pois encheram a terra de violência. Sim, destruirei todos eles e também a terra!" (Gn 6:13) [3]

Deus contou a Noé o que Ele tinha determinado para àquele tempo. O Dilúvio era um decreto de Deus, mas também era uma manifestação de Graça e Misericórdia para com ele; pois o desígnio de Deus era salvar Noé e sua família, tornando-os parte de seu plano em dar continuidade a Criação após o dilúvio.

Deus não só revelou para Noé a Sua vontade - a destruição daquela geração - como mostrou-lhe o que deveria ser feito. Noé construiu uma arca de madeira para abrigo de sua família e dos animais, conforme Deus ordenou, fazendo-se participante do plano de Deus.

Ter comunhão com Deus é conhecer a Sua vontade, reconhecendo nela a manifestação de sua Graça e Misericórdia para conosco. 


FAZER A SUA VONTADE

"Noé fez tudo exatamente como Deus lhe havia ordenado." (Gn 6:22) [4]
O que Deus disse para Noé não foi algo fácil de ouvir. Toda a realidade que ele conhecia seria destruída, e o plano de salvação de Deus - uma arca de madeira, os animais... - era algo inimaginável a qualquer homem.

Diante daquilo, Noé não ficou paralisado, com medo, desesperado. Ele fez o que Deus lhe ordenou, pois confiava nEle! 

Ter comunhão com Deus é confiar nEle. É manter-se firme em meio as turbulências da vida, realizando a vontade de Deus mesmo em meio ao caos.


A COMUNHÃO COM DEUS 
Ter comunhão com Deus é viver uma vida de integridade diante de Deus e dos homens, exteriorizando a convicção de um coração voltado para o Deus verdadeiro - onipotente, onisciente e onipresente. É conhecer a vontade de Deus e discernir nela Sua Graça e Misericórdia para conosco, mesmo em quando à primeira vista os seus decretos signifiquem o caos. É fazer a Sua vontade porque confiamos nEle.

*

Se de fato desejamos andar em comunhão com o Senhor, primeiro, precisamos entender o que isso significa. Aqui olhamos brevemente para a vida de Noé, mas a Escritura nos oferece tantos outros exemplos... devemos buscar neles uma melhor compreensão desse assunto. Lembrando sempre da perfeita comunhão de Jesus com o Pai, através da qual - e somente - é possível a nós também, a comunhão com Ele.



[1] Versão bíblica NVI
[2] Dicionário Aurélio
[3] [4] Versão bíblica NVT, 2016

Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.