Juventude Forte


Por Eduardo Medeiros:

Ao estudarmos todo o contexto deste capítulo da primeira carta do apóstolo João, poderemos observar que a Palavra nos ensina sobre três níveis de maturidade espiritual: filhinhos, jovens e pais. Grande parte da primeira carta de João é direcionada aos filhinhos, com o objetivo de lhes fortalecer a fé, exortar a respeito do mundo e de seus prazeres, e lhes estimular a respeito da fé e do amor. João oferece uma declaração sobre os pais, eles conhecem a Deus, não só de ouvir falar, mas de andar com Ele. São maduros espiritual e emocionalmente. Mas há também uma forte declaração sobre os jovens. E deles se diz que são fortes, tem a Palavra de Deus permanente em si e têm vencido o maligno. Mas, será que nós jovens, nos encaixamos nesta Palavra? Seja sincero! Você considera-se um jovem forte no Senhor? A Palavra de Deus está sempre presente em todas as circunstâncias da sua vida? O diabo passa um 'cortado' com você ou é você quem passa um 'cortado' com ele? Quero compartilhar esta palavra, que tem despertado o coração de muitos jovens entre nós.


1) A primeira afirmação é que nós jovens, somos fortes.
É certo que a força descrita aqui não se trata da força humana, carnal, mas sim de uma força divina, espiritual. E ninguém nasce com força, isto é algo que deve ser adquirido. Observe um halterofilista, quantos quilos ele pode erguer com sua força?! Mas lembre-se, ele não nasceu assim, teve que exercitar muito, gastar muito tempo na academia. Assim também nós, no dia em que recebemos a Jesus, recebemos uma porção de força, e agora compete a nós a desenvolvermos. Você tem força, mas creia, ela tem um limite. Se o Senhor tem proporcionado situações e circunstâncias para você, situações e circunstâncias essas que você não se sente forte o bastante para suportar, creia que Ele estará com você. Enfrente a situação e você perceberá força sendo gerada, força sendo desenvolvida; Ele te dará uma porção maior de força. Esta é a academia de Deus e assim nossas forças serão desenvolvidas plenamente. Mas tenha clareza de algo, ser forte no Senhor, não significa nunca cair, ser forte no Senhor significa permanecer lutando.

2) A segunda afirmação é que nós jovens, temos a Palavra de Deus permanente em nós.
O Verbo de Deus ou, a Palavra de Deus é Jesus Cristo. Ele é o Verbo vivo, a Palavra viva. Muitos dizem que estão cheios da Palavra porque leram um ou dois capítulos da Bíblia, e isso não está errado, mas o fato é que em tempos de provação e lutas, estes capítulos terão de funcionar. Da prova, terão que sair aprovados, e da luta, sairão vencedores. Muitas vezes não é isso que acontece. Porque tomamos a Palavra apenas como 'Bíblia', e não como Palavra viva de Deus, Palavra revelada, alimento para nosso espírito. Creia, todos os jovens que tomam a Palavra de Deus desta forma, a terão permanente em si. Na prova, sairão aprovados, na luta, sairão triunfantes. A permanência da Palavra em nós, dependerá de nossa constância e perseverança nela. Aplicar o que lemos na Palavra é fundamental para nosso crescimento e comportamento diante das lutas que tivermos diante nós.

3) A terceira afirmação é que nós jovens, já vencemos o maligno.
Talvez não esteja sendo esta sua experiência - "vencendo o maligno". E pode até ser, que você esteja sendo vencido por ele. Vencer o maligno, fala de confronto, de guerra espiritual, de combate. Não combatemos o maligno sentados no sofá de casa, assistindo BBB e comendo pipoca. Este com certeza, tem experimentado derrota. O Senhor Jesus venceu o maligno na cruz. Adivinha?! Nós só podemos vencer o maligno tendo uma vida de cruz. E a maneira mais prática para se viver vida de cruz, é nos relacionando. Afinal, cruz é preferir o outro em honra, é não visar seus próprios interesses, é sofrer o dano, e amar sem fingimento quem quer que seja. Queremos vencer o maligno? Então vamos tomar nossa cruz e seguir as pisadas Daquele que nos fez mais que vencedores - Jesus Cristo, nosso Senhor.


"Como pode o jovem manter pura a sua conduta? Vivendo de acordo com a tua palavra." (Salmos 119:9)


Nossa sobrevivência espiritual depende diretamente de nosso relacionamento com a Palavra de Deus. Eu poderia passar horas contando a história da Bíblia, como ela foi formada, como escapou da destruição em incêndios de bibliotecas de maneira miraculosa, como eram copiadas a mão em mosteiros perdidos nas florestas da Europa medieval, como foi traduzida do latim por um professor universitário chamado Lutero, como viajou pelo oceano atlântico e chegou ao Brasil com os portugueses. O mais importante porém, é sua reflexão sobre o lugar que a Palavra de Deus tem em sua vida hoje. Esta resposta pode mostrar a você a situação em que está vivendo. Se buscarmos viver pela Palavra e seguir de acordo com ela, teremos “bons problemas” pois seremos provados por Deus. Mas com toda a certeza, o tédio que muitos dizem hoje reinar em suas vidas, só acontece por que não buscamos viver radicalmente de acordo com o Evangelho.


[Texto escrito pelo Pastor Eduardo Medeiros, idealizador do projeto "Parábolas Geek", que nasceu em 2013 numa iniciativa de transmitir princípios bíblicos do Reino através de personagens comuns aos jovens da nossa geração. Esse texto foi originalmente publicado em 27/06/2016 na coluna "Teologia" no blog Parábolas Geek, clique aqui e confira a postagem original (grifos nossos)]


***
Olá! Com esse post anúncio também aqui (como já mencionado lá na fanpage do facebook) a parceria entre o "Café&bonsLivros" e o "Parábolas Geek" :)

A partir de agora será somado ao nosso conteúdo alguns textos do pastor Eduardo Medeiros, ampliando a proposta do blog em partilhar sobre vida cristã, literatura e afins.

Espero que vocês gostem e sejam edificados com os textos.

Bjim.


Parábolas Geek
Vídeo apresentação: clique aqui
Fanpage: clique aqui

Créditos imagem: Foto Shutterstock aqui

Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.