EU LI #17 | O sobrinho do mago, de C.S.Lewis



Primeiro trecho do livro..."O que aqui se conta aconteceu há muitos anos, quando vovô ainda era menino. É uma história da maior importância pois explica como começaram as idas e vindas entre o nosso mundo e a terra de Nárnia" Naqueles tempos, Sherlock Holmes ainda vivia em Londres e as escolas eram ainda piores que as de hoje. Mas os doces e os salgadinhos eram muito melhores e mais baratos; só não conto para não dar água na boca de ninguém."
O sobrinho do mago apesar de ser a história que dá inicio a todo o universo de Nárnia, foi a quinta a ser escrita por C.S.Lewis em 1955 pelo título The Magician´s Nephew. Nela conhecemos o menino Digory que mora em Londres com os tios - dois solteirões: André e Letícia Ketterley - e a menina Polly que mora do lado da casa de Digory. Essas duas crianças fazem uma bela amizade e decidem brincar em um túnel descoberto no sótão da casa de Polly que dá acesso aos telhados vizinhos. O resultado da brincadeira é que eles acabam sem querer entrando no quarto do tio André - que é uma figura apavorante. Ao invés de corrigi-los, começa a conversar com eles de um modo pra lá de estranho e em certo ponto da conversa oferece um anel para Polly, a menina pega o anel e puff!!! repentinamente ela some.

Descobrimos então o mistério dos anéis verdes e amarelos. Qualquer contato com os anéis amarelos leva a pessoa imediatamente para o "Bosque entre dois Mundos" e qualquer contato com os anéis verdes traz a pessoa de volta para o quarto de Tio André. Digory influenciado pelo tio malvado, pega os anéis e vai atrás da amiguinha. Inicia-se ai uma divertida aventura.


Esse bosque entre dois mundos é um lugar muito especial que dá acesso a outros mundos. Polly e Digory vão parar em vários lugares e se metem em uma grande confusão. Em meio a tudo isso eles acabam chegando em Nárnia no momento em que ela está sendo criada. Sem saber aonde estavam eles começam a ouvir uma canção e ao procurar de onde surgia aquela voz, eles avistaram um Leão. 
O Leão andava de um lado para o outro na terra nua, cantando a nova canção. Era mais suave e ritmada do que a canção com a qual convocara as estrelas e o sol; uma canção doce e sussurrante. À medida que caminhava e cantava, o vale ia ficando verde de capim. O capim se espalhava desde onde estava o Leão, como uma força, e subia pelas encostas dos pequenos montes como uma onda. Em poucos minutos deslizava pelas vertentes mais baixas das montanhas distantes, suavizando cada vez mais aquele mundo novo. (pg. 59)
Era Aslam, o Leão criando Nárnia [para mim o momento mais bonito da história :)]. A partir daí são explicadas muitas coisas a respeito de Nárnia, como por exemplo, porque os animais falam, os primeiros reis etc. As crianças conhecem Aslam e a aventura fica ainda mais interessante. O final é muito bom, deixando um belo gancho para a próxima história que é O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa.

Essa história antes de tudo é muito bem escrita. Apesar da linguagem infantil, ela pode ser sem dúvida apreciada por um adulto. O que mais me encanta em O Sobrinho do mago é  a beleza do texto e as alegorias cristãs muito bem feitas. Como eu já disse aqui no blog o meu primeiro contato com as Crônicas de Nárnia foi através do filme O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa (2005) que gostei muito, mas nada comparado a experiência direto com o texto. Eu recomendo demais essa leitura! Se você ainda não leu, por favor leia :)

 ★★★★★

>>ALEGORIAS CRISTÃS<<
  • O poder do orgulho; da tentação; do pecado e do mal 
  • Criação e queda do homem 
  • Introdução do pecado em Nárnia por um ser humano 
  • Profecias de Aslam, o Leão que representa Jesus

6 comentários:

  1. Eu gostei demais dessa história, amei demais o Digory e a Polly. Acho que o Tio André foi um completo idiota, e o Digory também no momento que acordou a Rainha Jadis, mas se essas coisas não tivessem acontecido, nunca teriamos conhecido Nárnia!

    Beijos,

    http://sweetlikecaramel.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda bem que aconteceu tudo isso e foi possível conhecer Nárnia :D
      Essa história não poderia ser melhor
      Bjim

      Excluir
  2. Irei comprar este livro essa semana, confesso minha grande expectativa por inúmeros comentários
    que ouvi a respeito deste livro. Kelly, sabes me dizer se existe alguma diferença no volume único?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luan, eu tenho é o volume único da WMF Martins Fontes. É uma edição muito boa pode comprar ;)

      Depois me conta o que achou das crônicas.
      Abs^^

      Excluir
  3. Kelly, o rapaz comentou acima o que eu ia perguntar (rsrs). Você sabe se há muita diferença entre o volume único e o livro individual?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Heron!

      Eu só tive contato com o volume único, então não posso dizer se tem diferenças de tradução etc. Entretanto essa edição (volume único) é muito boa, tem algumas ilustrações e a diagramação é ótima. Uma informação válida talvez seja que a ordem das crônicas nessa edição não estão em ordem cronológica ou na ordem de publicação, mas em uma ordem que "dizem" ser de preferência de C.S.Lewis.

      Enfim eu recomendo muito essa edição, acredito que financeiramente falando, também, é a que vale mais a pena (rsrs).

      Abs.

      Excluir

Deixe seu comentário! Vamos trocar ideias ;)

Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.