EU LI #15 | Estes são os últimos dias? - R.C.Sproul


Estes são os últimos dias? é mais um grande livreto do Dr. R.C.Sproul, volume 19 da série "Questões Cruciais". Sproul examina as profecias de Jesus sobre os fins dos tempos afim de responder a pergunta que dá título à essa pequena obra.

A resposta parece óbvia, entretanto o autor surpreende o leitor ao ajudá-lo interpretar cuidadosamente  as palavras de Cristo.

O livreto é curtinho, dividido em 6 capítulos bem objetivos. Sproul expõe as dificuldades de interpretação das profecias de Mateus 24, considerando este um dos capítulos mais importantes e controversos do Novo Testamento. Ao que realmente Jesus se referia ao pronunciar aquelas palavras? O seu retorno? O fim do mundo? A destruição de Jerusalém? 

Ele cita o entendimento de algumas pessoas a respeito desse texto, algumas formas de interpretação controversas entre si, chamando-nos a atenção da importância do estudo da palavra de Deus. E então, fazendo-se uso dos debates feitos ao longo da história expõe a sua interpretação. 

Em seus argumentos ele cita com frequência os relatos de Josefo, o historiador Judeu, testemunha ocular da destruição de Jerusalém; transmitindo um grande alerta que há para nós nesse texto. Leia um trechinho do livro:

"Deus falou a Noé sobre o dilúvio vindouro e ordenou que ele trabalhasse na construção de uma arca. Você pode imaginar como os amigos de Noé devem ter zombado dele? Mas Noé continuou trabalhando enquanto o povo continuava rindo, não dando atenção ao julgamento que estava próximo. Nos dias de Noé, as pessoas ficaram comendo, bebendo e se dando em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca e começou a chover. Todos os zombadores logo descobriram que Noé sabia exatamente o que estava fazendo. Hoje, todo o mundo está cheio de pessoas que zombam como os críticos de Noé. Nosso Senhor adverte que cada um de nós será chamado a prestar contas, mas ninguém sabe quando isto acontecerá. Entretanto, vivemos tranquilos, comendo e bebendo, e caçoando daqueles que advertem sobre o julgamento de Deus. Afinal de contas, Deus não é um Deus de amor? Assim como foi nos dias de Noé, também será a vinda do Filho do Homem. O julgamento de Deus cairá sobre os homens quando ninguém estiver aguardando-o, ou esperando-o." (pg. 51)

No último capítulo, Sproul, faz uma exposição da parábola do Servo Fiel e o Servo Mau que realmente merece ser lida e meditada. Devemos cumprir o nosso dever de "servos" para com o nosso único Senhor Jesus Cristo. E para quem tem dúvida, a palavra que Jesus usou para expressar a ideia de "servo" - em Mateus 24:45-51 - é traduzida também como "escravo". A maioria das pessoas tem uma reação negativa para com essa palavra, mas a grande ironia do ensino do Novo Testamento como diz Sproul, é que ninguém se torna verdadeiramente livre, até que se torne um escravo de Jesus Cristo. "Todos nós somos escravos, de um tipo ou de outro. Ou somos escravos de Cristo, ou somos escravos do pecado. Não há outra opção para a humanidade." (pg.55)

Foi uma leitura rápida, mas muito proveitosa. O autor me surpreendeu com a sua interpretação de Mateus 24, promovendo em mim uma necessidade de buscar mais entendimento sobre esse assunto. Sobretudo, para nós que estamos em Cristo ler e meditar sobre o seu retorno é algo maravilhoso, que enche os nossos corações de temor e esperança.


Título: Estes são os últimos dias?
Autor: R.C. Sproul
Editora: Fiel, 2015
Páginas: 59
Classificação:


Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.