Amor do Pai: Protegidos


As dificuldades de crescer sem pai são numerosas. Fazem-nos cercados de dúvida e frustração, é complicado viver – tal como é mencionado pelo pastor Luíz Hermínio – sem noção de protecção, direcção e limites.

Gostaria de vos contar um pouco mais do meu testemunho. Quando disse que cresci sem qualquer padrão masculino em casa, na verdade eu referia-me ao facto de não ter por perto um padrão “correcto” (alguém que fosse protector, provedor e zeloso para com a família).

Não cresci apenas com mãe e avó dentro de casa, o meu avô também estava conosco. Contudo, não era propriamente um homem de temperamento fácil. Era violento e abusivo. Desde pequena tenho memórias dolorosas daquilo que ele fazia dentro de casa. Lembro-me, inclusive, de vivermos num constante clima de medo.

Todavia, no meio de tanta confusão, violência e gritaria…, eu nunca sofri dano algum na própria pele. De todos os episódios que aconteceram eu sempre fora guardada (ainda que estivesse no meio dos actos de violência). Hoje, eu sei que foi o próprio Pai que me guardou desde o início.

Sei que muitos não conseguem entender como posso ser uma jovem cristã. Já fui questionada várias vezes porque voltei a abdicar de uma vida boémia e libertina para ser totalmente o oposto do que “um jovem da minha idade deve ser”. Julgam-me total alienada que se fecha e não sabe em que mundo vive, mas não é nada disso.

A verdade é que, eu não posso virar as costas a um amor tão grande, a um amor tão profundo. Um amor dado por Deus, que desde sempre se apresentou como meu Pai. Que desde o início me guardou, que desde o início me amou. Não posso virar as costas a este amor que já contava os meus dias mesmo antes de eu nascer, que me criara para uma vida com sentido e para um propósito segundo a Sua vontade. Ainda que eu tenha marcas na alma, eu permito que Ele as cure. Ele me protegeu desde sempre e, até hoje, me sinto protegida. Todos os dias.

O meu desejo é que vocês também possam desfrutar desta protecção, deste amor incondicional que se revelou quando Ele deu o Seu próprio Filho para se entregar por nós. Jesus, que veio ao mundo para revelar quem Deus é: nosso Pai.


Texto-base: Salmos 89:2
⧫ Imagem: Pinterest


   Ana Margarida, 23 anos e mora em Portugal. Formada em Ciência Política e Relações Internacionais. Escritora por vocação e paixão. Instagram

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! Vamos trocar ideias ;)

Instagram