ATUALIZAÇÃO | Leituras jul/ago/set 2017


Olá! O último post de atualizações foi sobre o primeiro semestre de 2017. Hoje vamos tratar do que aconteceu desde então…

*Para encontrar qualquer um dos livros citados clique nos títulos ;)


LIVROS LIDOS


Hamlet, de Willian Shakespeare 

Quem nunca ouviu falar de Romeu e Julieta? Ou ouviu a frase “Ser ou não ser…” Há referências de Shakespeare por todo lado, mas eu nunca tinha lido uma obra completa dele. Resolvi começar por Hamlet e amei. Sério, é muito bom! Embora o texto seja um pouco rebuscado, as insinuações e ironias, fazem a leitura fluir como um escrito atual. Até brinquei no texto das impressões de leitura que Shakespeare é um autor politicamente incorreto! Confira as impressões de leitura aqui >>


Kafka, de Gérard-Georges Lemaire

Fazia muito tempo que eu queria ler a biografia de Franz Kafka. Ele é um dos meus autores favoritos não só pela escrita, mas pela sua pessoa tão enigmática. A experiência foi boa, apesar de não ter gostado muito da narrativa do Lemaire. É uma biografia triste que só reforça a angústia e complexidade desse judeu, que aparece na história como uma espécie de presságio dos horrores que esse povo sofreria na Segunda Guerra. Confira as impressões de leitura aqui >>


As disciplinas e as nossas atividades, de Paul Washer

Devoção cristã é um tema que me interessa muito. Encontrei esse e-book no site Estandarte de Cristo — que sempre disponibiliza um material cristão muito bom. Paul Washer mais uma vez consegue confrontar o leitor de uma forma singular. É um livro de poucas páginas, dá para ler em 1 h, mas excelente! Alguns tópicos abordados são: oração; comunhão com Deus; caráter cristão.


Ruído Branco, de Don Delillo

Que livro! Já se passaram dois meses que terminei essa leitura e ainda me pego lembrando alguns trechos. Para mim é um clássico, talvez datado, mas sem dúvida um clássico. Falando assim parece que o livro conta algo maravilhoso, mas não. O livro expõe os ossos trincados da sociedade americana do século XX, o que é deprimente e chocante ao mesmo tempo. Fiquei pensando como ficaria uma crítica dessas, bem escrita e imparcial (ao menos aparentemente) aplicada a mesma sociedade no século XXI… Sei que há, e já tenho algumas indicações. Fiquei entre escolher uma delas ou ler outra obra do Don DeLillo, que inclusive estava entre os nomes indicados para o Nobel 2017 (confiscado pelo japonês Kazuo Ishiguro) vamos ver... Confira as impressões de leitura aqui >>


Para salvar uma vida, de Jim e Rachel Britts

Para Salvar uma vida é uma ficção cristã que traz como pano de fundo o suicídio na adolescência. Um tema que esse ano em especial ganhou muitos holofotes pelo mundo. Fiquei feliz de conhecer um material cristão voltado para o público jovem sobre o assunto. É um YA, gênero que não leio muito, mas que reconheço o seu valor, principalmente por introduzir os adolescentes ao hábito da leitura; e pela faceta de tratar temáticas fortes de uma forma leve. Confira as impressões de leitura aqui >>



A pergunta que não quer calar, de Philip Yancey

“Onde está Deus quando chega à dor?” É a pergunta que esse jornalista cristão se propõe a explorar nesse seu segundo livro sobre o tema. Um dos melhores livros que li esse ano: saí uma pessoa diferente dessa leitura... Confira as impressões de leitura aqui >>



ESTOU LENDO...


Desejo e Engano: O verdadeiro preço da nova tolerância sexual, de Albert Mohler Jr. (vida cristã; apologética; cosmovisão cristã)

Crime e Castigo, de Fiódor Dostoiévski (literatura russa; ficção; clássico)

Baú de Ossos, de Pedro Nava (memórias, literatura brasileira)

Pseudônimo Mr. Queen, de Loraine Pivatto (ficção; distopia; autora independente)



PRÓXIMAS LEITURAS




***







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! Vamos trocar ideias ;)

Instagram