Cristo e a rejeição das leis da física



Por Danilo Briano:

A terceira lei de Newton diz que, para toda ação, existe uma reação de mesmo valor, mesma direção e sentido oposto. A partir desse pressuposto, notamos as forças atuando em pares, em uma relação de sinergismo, ou seja, uma cooperação entre forças para atingir o mesmo objetivo.

Essa relação de cooperação não existe quando se trata do evangelho. Somos somente alvos da Graça de Deus: um favor imerecido diante de criaturas falhas, que insistem em desagradar ao Criador.

Os filhos de Deus foram comprados com o sangue de Cristo antes da fundação do mundo, ou seja, nós pecamos e poderíamos ter tido a retribuição do nosso pecado com o inferno, mas Cristo pagou a nossa dívida. É certo que tínhamos uma dívida, e esta teria que ser paga por alguém sem mácula, o filho de Deus. Cristo recebeu o nosso castigo, pois não teríamos condições nenhuma de pagar por nosso pecado.

Para toda lei violada, deve haver uma punição com a mesma intensidade da ofensa cometida. Se o pecado leva a morte, para a nossa dívida ser quitada, havia a necessidade de sangue derramado, a morte de um inocente para nos tirar da rebelião contra a santidade de Deus.


"Contudo, não quereis vir a mim para terdes vida" (João 5:40)

Nesse versículo, Cristo diz que nós não queremos ir até Ele. Preferimos viver no caminho que leva a morte, mas Ele pela sua misericórdia tira-nos da condição de leproso espiritual e nos dá uma vida reta e digna de tal forma que Deus, após Cristo ter nos comprado com Seu precioso sangue, não enxerga mais o nosso pecado, mas olha para nós e vê o sangue de Cristo derramado na cruz.

Vemos aí uma reação ao nosso pecado, o sangue de Cristo derramado na cruz para retirar as nossas transgressões de igual intensidade, conforme a lei de Newton. Mas não há nenhuma retribuição da nossa parte para herdarmos o reino de Deus. Esta ação foi monergística, ou seja, somente a ação do Espírito Santo na vida do pecador para proporcionar a conversão, sem nenhuma participação humana.

Deus tirou a venda que encobria a nossa vista e nos trouxe para junto Dele. O milagre da conversão muda o nosso caráter, a nossa forma de enxergar e relacionar-se com o mundo. Deixamos de querer ter uma postura de justificar as nossas culpas para assumi-las ao olharmos para a cruz.

Algumas características daqueles alcançados pela graça de Deus são:


Gratidão
"Iluminados os olhos do vosso coração, para saberdes qual a esperança do seu chamamento, qual a riqueza da glória da sua herança nos santos e qual a suprema grandeza do seu poder para com os que cremos, segundo a eficácia da força do seu poder." ( Efésios 1:18-19)

Éramos inimigos de Deus, Cristo nos reconciliou com o Pai, iluminou os olhos do nosso coração e ainda somos herdeiros de uma herança incorruptível. Éramos escravos do diabo, agora libertos do domínio do mal e morada do Espírito Santo. John Piper falando a respeito da salvação, diz que "Todo motivo de vanglória é excluído. Alegria e gratidão humilde abundam." [1]

Eis as palavras de Jonathan Edwards sobre as maravilhas da salvação, quando disse:

"Os desejos dos santos, embora sinceros, são desejos humildes; a sua esperança é uma esperança humilde; e sua alegria, mesmo indizível e cheia de glória, é alegria contida e humilde e torna o cristão mais pobre de espírito, mais semelhante a uma criancinha e mais disposto a uma singeleza universal de comportamento."[2]


Segurança
Ninguém poderá tirar aquilo que Deus nos deu. Temos a certeza da promessa de que se Deus nos escolheu, Ele nos fará perseverar e seremos aceitos nos céus por tudo o que Cristo conquistou na cruz. Nosso nome uma vez escrito no livro da vida, foi escrito com uma tinta a qual não pode ser apagada e é um conforto e um refrigério para a nossa alma.

"Porei o meu temor no seu coração, para que nunca se apartem de mim."( Jr.32:40)

Novamente cito as palavras de John Piper sobre a segurança do crente:
"Deito-me à noite tranquilo e confiante de que pela manhã serei um crente seguro, não por causa do meu livre-arbítrio, e sim por causa da livre graça de Deus. Isso vale muito mais do que milhões de dólares".[3]


Inconformismo

"Conheçamos e prossigamos em conhecer ao Senhor..." (Oseias 6:3 a)
O Espírito Santo nos fará ter mais sede em conhecer a Sua palavra, não para nos vangloriarmos, mas para servi-lo com todo o nosso coração. Nossa vontade será a de conquistar almas para o Senhor, honrá-lo com as primícias da nossa renda e desejar chegar à perfeição.

Roger Federer conquistou o Australian Open de 2017, o primeiro Grand Slam do ano. Ele já é considerado pela esmagadora maioria dos críticos como o melhor tenista de todos os tempos e não precisava ainda estar disputando tais torneios, mas o faz pelo prazer de praticar o esporte e, principalmente, superar os desafios e testar até onde vai a sua vontade de vencer. Esse deve ser o pensamento do servo de Deus, querer alcançar o ápice da santidade e da devoção, mesmo sabendo que todas as nossas obras não são dignas de contemplar a maravilha das obras de Deus.

Junte-se a mim em oração, nesse momento, eu lhe suplico. Junte-se a mim enquanto coloco as palavras em seus lábios e as pronuncio a seu favor. "Senhor, eu sou culpado, mereço a tua ira. Senhor, não posso salvar a mim mesmo. Senhor, quero ter um novo coração e um espírito reto. Mas o que posso fazer? Senhor, não posso fazer nada; vem e opera em mim o querer e o realizar, segundo a tua boa vontade."

Tu somente tens o poder, eu sei
para salvar um ímpio como eu;
A quem ou aonde eu deveria ir,
Se para longe de Ti me afastasse?

Mas, agora, de minha própria alma, invoco o teu nome. Tremendo, porém crendo. Lanço-me totalmente sobre Ti, ó Senhor. Creio na justiça e no sangue do seu filho amado.... Senhor, salva-me agora mesmo, por amor a Jesus.[4]



Referências:
[1] Citado por John Piper, no livro Cinco Pontos, pág.99
[2] Religious Affections, New Haven: Yale University Press,1959, pág. 339-340
[3] Citado por John Piper, no livro Cinco Pontos, pág.103
[4] Citado por Ian Murray, no Livro O Spurgeon Esquecido( Edinburg: Banner of Truth Trust, 1973) pág. 101-102







Um comentário:

  1. "Vemos aí uma reação ao nosso pecado, o sangue de Cristo derramado na cruz para retirar as nossas transgressões de igual intensidade, conforme a lei de Newton. Mas não há nenhuma retribuição da nossa parte para herdarmos o reino de Deus. Esta ação foi monergística, ou seja, somente a ação do Espírito Santo na vida do pecador para proporcionar a conversão, sem nenhuma participação humana."

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário! Vamos trocar ideias ;)

Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.